Breves
Trabalhistas avançam nas eleições locais

O Partido Trabalhista obteve um resultado «sólido» nas eleições locais parciais, realizadas, dia 3, no Reino Unido. Segundo declarou o líder trabalhista, Jeremy Corbyn, o partido progrediu eleitoralmente com a reconquista de Plymouth, no Sul, e a vitória em Trafford e em Kirklees.

Ao todo os trabalhistas venceram em 74 dos 150 concelhos em disputa, elegendo 2,3 mil representantes.

Já o Partido Conservador, da primeira-ministra Theresa May, ficou com 46 dos 49 concelhos que detinha, elegendo 1,3 mil membros. Por sua vez, os liberais-democratas conquistaram oito concelhos e 534 eleitos.

Por último, a extrema-direita populista (UKIP) apenas elegeu três dos 126 representantes com que antes contava.


ETA anuncia dissolução

A ETA, organização armada independentista basca, oficializou, dia 3, a sua dissolução total e o fim da sua actividade política, numa declaração publicada no jornal Berria e no portal da Internet Naiz.info.

No texto, a organização revela que desmantelou o conjunto das suas estruturas e assegura que «não será mais um agente que manifeste posições políticas, promova iniciativas ou interpele outros actores».

A declaração afirma ainda que a organização «não tem medo» do «cenário democrático», explicando que a decisão é a «sequência lógica» depois do abandono da luta armada, em 2011.


Royal Bank of Scotland fecha 162 sucursais

O Royal Bank of Scotland (RBS) anunciou, dia 1, o encerramento de 162 sucursais em Inglaterra e no País de Gales, o que levará à extinção de cerca de 800 postos de trabalho.

O RBS, detido pelo Estado britânico em 72 por cento, explicou que a decisão resulta da integração da rede de balcões do banco Williams & Glyn, do qual também é proprietário. A reestruturação abrange toda a rede de visa eliminar a duplicação agências sob marcas distintas pertencentes ao mesmo grupo.