PCP solidário com PC da Ucrânia

O Secretariado do Comité Central do PCP expressou em carta dirigida ao PCU, no passado dia 8 de Maio, «o seu repúdio e condenação perante o novo acto persecutório contra o Partido Comunista da Ucrânia», cujo escritório central e a casa do seu Secretário-geral, Petro Symonenko, foram alvo de buscas por parte das autoridades ucranianas. O PCP expressou igualmente «a sua solidariedade aos comunistas, anti-fascistas e povo ucranianos perante as reiteradas acções de provocação e intimidação fascizantes» que, significativamente, tiveram lugar nas «vésperas das comemorações do 9 de Maio, dia da Vitória sobre o nazi-fascismo». Reafirmou ainda a sua «exigência de respeito pelas liberdades e direitos democráticos na Ucrânia» e denúncia a «hipocrisia das instâncias da União Europeia perante a brutal repressão, o arbítrio generalizados e o constante atropelo das liberdades, garantias e direitos perpetrados pelo poder anti-democrático e fascizante naquele país».




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: