Breves
Polacos marcham contra governo

Milhares de polacos manifestaram-se, dia 12, em Varsóvia, contra o governo do partido conservador Direito e Justiça, que aprovou reformas polémicas do Tribunal Constitucional e dos meios de comunicação públicos.

A manifestação, designada como «Marcha pela Liberdade», foi organizada pelos principais partidos da oposição liberal, Plataforma Liberal e Nowoczesna e ainda pelo movimento Comité pela Democracia, que pugnam pela defesa do «Estado de Direito, da independência das instituições e eleições livres».

Os manifestantes gritaram palavras de ordem em defesa da liberdade de expressão, da independência da justiça e do Tribunal Constitucional, mas também em apoio aos direitos das mulheres face à ameaça de novas restrições no acesso ao aborto. Os organizadores estimaram em 50 mil o número de participantes.  


Parlamento catalão investe Quim Torra

O parlamento catalão investiu, dia 14, Quim Torra como presidente do governo (Generalitat). Na sessão, a investidura teve os votos favoráveis dos partidos independentistas Juntos pela Catalunha e Esquerda Republicana da Catalunha e a abstenção dos quatro deputados da Candidatura de Unidade Popular (CUP), que assim viabilizou o novo governo, reafirmando no entanto a sua oposição ao programa de governação proposto. Todos os restantes grupos votaram contra.


Telecom britânica despede 13 mil

A maior empresa britânica de telecomunicações, British Telecom (BT) anunciou, dia 10, a redução de 13 mil postos de trabalho em funções administrativas e quadros de direcção intermédios.

As medidas de redução de custos, que prevêem ainda o abandono da sede em Londres, integram-se num plano que visa o aumento dos lucros e a manutenção da posição liderante da empresa no mercado britânico, segundo declarou o director-geral, Gavin Patterson.