Propostas para reabilitar a Baixa de Coimbra

Francisco Queirós, vereador na Câmara Municipal de Coimbra, acompanhado por outros dirigentes e activistas da CDU, visitou, no dia 9 de Maio, a Baixa da cidade. A criação de parques periféricos gratuitos e o reforço dos transportes públicos são algumas das propostas da Coligação PCP-PEV.

Desde o início do ano já encerraram 16 lojas na Baixa de Coimbra, uma situação que pode agravar-se se não forem adoptadas medidas no sentido de inverter a degradação e o abandono desta zona da cidade. É necessário «renovar a zona da beira-rio», reduzir o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e «outras taxas sobre comerciantes e habitantes da Baixa», «aumentar as taxas sobre centros comerciais e outros equipamentos periféricos», reclama a CDU, defendendo, também, a aquisição/expropriação de casas desabitadas nesta área da cidade e a sua colocação «no mercado a preços controlados».

Entre outras medidas, a Coligação que integra comunistas e ecologistas defende, ainda, a identificação de «zonas de intervenção prioritária» para «avançar com investimentos de conversão do espaço público e de edifícios degradados» e, por outro lado, a limitação de «zonas de construção fora da cidade e em zonas periféricas, nomeadamente de espaços públicos e novos equipamentos comerciais».

Além disso, é necessário criar condições para que o turismo em Coimbra deixe de ser quase exclusivamente de passagem e fixe na cidade o turista durante mais tempo, afirmou, no local, Francisco Queirós.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: