O jazz na Festa

Carlos Barretto
«Lokomotiv» Trio

Comemorando este ano o seu 20.º aniversário, este grupo consagrado, dirigido pelo contrabaixista Carlos Barretto, desvenda-nos o seu último projecto, «Gnosis», através da singularidade ímpar da música a que nos habituou, jamais confinada às fronteiras de um único domínio musical.

Aliás, Mário Delgado (guitarra) e José Salgueiro (bateria e percussão) permitem a Barretto uma bem-vinda e aventurosa indefinição da sua própria música, tocada pelas influências do jazz de vanguarda, do rock e das músicas do mundo, sempre apontando ao futuro.

 

André Fernandes
Centauri «Dragão»
Quinteto

Compositor e guitarrista polivalente, André Fernandes tornou-se um dos nossos criadores jazzísticos mais relevantes, procurando sempre incorporar nos seus projectos as vozes instrumentais que melhor ajudam à invenção colectiva. Neste caso, a desenvoltura solística de dois magníficos saxofonistas (João Mortágua e José Pedro Coelho) – dão corpo a uma música absorvente, no constante diálogo entre composição e improvisação, assegurando Francisco Brito e João Pereira, no contrabaixo e na bateria, o indispensável impulso.

 

Mário Franco
«Rush»
Quinteto

Tendo já participado na Festa como talentoso sideman, Mário Franco vai este ano revelar-nos o seu mais recente álbum: «Rush». Reunindo à sua volta instrumentistas de excepção, como os históricos Sérgio Pelágio (guitarra) e Alexandre Frazão (bateria), o invulgar contrabaixista desafiou ainda o talento multifacetado de dois qualificados pianistas-teclistas do nosso jazz actual (Óscar Graça e Luís Figueiredo), na componente electroacústica de uma obra que nos faz descobrir um líder e um autor seguríssimo.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: