Universidade de Coimbra rejeita fundação

O Conselho Geral da Universidade de Coimbra rejeitou por unanimidade, na reunião de segunda-feira, 25, a passagem da instituição a fundação de direito privado. Para o PCP, que emitiu uma nota a esse propósito, o «resultado inequívoco» desta votação é indissociável da «luta incessante» travada nos últimos dois anos por estudantes, docentes e trabalhadores não docentes.

Já em Julho de 2016, recorda-se, o Partido não só rejeitou esta possibilidade como «contribuiu para o esclarecimento e debate públicos», pronunciando-se contra o que seria o «domínio da gestão economicista e financeira sobre as funções públicas de formação integral dos indivíduos». Alertava, ainda, para a previsível precarização das relações laborais que tal medida acarretaria.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: