Lanifato forçada a indemnizar

A delegada sindical despedida em Março pela empresa de confecções Lanifato, Belmonte, vai ser indemnizada sem sequer ser necessário o caso ir a julgamento. A audiência no Tribunal do Trabalho estava agendada para o passado dia 27 de Junho, decorrente de acção judicial interposta pela trabalhadora com o apoio do Sindicato dos Têxteis da Beira Baixa (STSTBB/CGTP-IN), contudo a empresa decidiu ceder a todas as pretensões daquela, designadamente materiais, uma vez que a trabalhadora não se sentia em condições de regressar ao local de trabalho onde tinha sido alvo de intenso assédio moral.

«Este desfecho é muito importante para o movimento sindical e é-o ainda mais para as trabalhadoras da Lanifato, que assim podem ganhar esperança e confiança na luta que travam pela sua dignidade», considera o STSTBB num comunicado em que recorda que entre as acções de solidariedade realizadas para com a operária, conta-se uma em que participou o secretário-geral da Inter, Arménio Carlos.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: