Debate sobre o estado da Nação
Acabar com degradação nos transportes

O primeiro-ministro anunciou a abertura pela CP de um concurso para a aquisição de novas composições, mas não esclareceu qual a data em que a empresa o fará. Até lá, «terá que recorrer ao aluguer de material», indicou, vendo na situação o «fruto de anos e anos de desinvestimento que se foi acumulando».

O chefe do Governo respondia a João Oliveira, que, falando da situação dos transportes, considerara que o exemplo recente da CP diz tudo sobre a opção de cortar no investimento para cumprir metas do défice. Os casos por si relatados são elucidativos do grau de deterioração a que se chegou: comboios sem manutenção, ligações intercidades asseguradas por comboios de ligações regionais, atrasos, linhas suprimidas, em suma, «pior serviço prestado aos utentes».

À espera de resolução estão igualmente os problemas que afectam o transporte fluvial, prejudicando diariamente a vida de milhares e milhares de pessoas, razão pela qual ao longo do debate, não poucas vezes, os deputados comunistas insistiram que o caminho tem de ser o do investimento público, da modernização das empresas públicas de transporte e da valorização dos seus trabalhadores, com o investimento correspondente.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: