Campanha denuncia despesas de Portugal com a NATO

A campanha «Sim à Paz! Não à NATO» – promovida por mais de 40 organizações – realizou, dia 12, no Porto, um acto público para denunciar os objectivos belicistas da NATO, bem patentes nas conclusões da Cimeira de Bruxelas, que apontam para o reforço do militarismo e o aumento das despesas militares.

Na Rua de Santa Catarina, os activistas protestaram, também, «contra a posição do Governo português de se comprometer cada vez mais com esse bloco político-militar ao serviço do imperialismo dos EUA e dos seus aliados, designadamente da União Europeia, que se apresenta como pilar europeu da NATO». Particularmente denunciado, refere o Conselho Português para a Paz e Cooperação, foi «o compromisso do primeiro-ministro português de aumentar as despesas militares ligadas à NATO».

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: