Breves
Hospital de Beja

O Parlamento aprovou o projecto de resolução do PCP para que o Governo desencadeie os «procedimentos necessários ao início do processo de remodelação e ampliação» do hospital de Beja. A recomendação foi aprovada por todas as bancadas à excepção do PS, que se absteve.

Nela é sugerido que o Executivo adopte as «medidas necessárias para que se iniciem no prazo de 180 dias os procedimentos para a remodelação e ampliação» daquele hospital, definindo nomeadamente um «cronograma que assegure a abertura do concurso público num prazo de 12 meses», o «faseamento da construção de forma a que se iniciem os procedimentos necessários ao lançamento da empreitada e licenciamento do projecto», bem como a mobilização de fundos comunitários com vista ao cumprimento daquele objectivo.

No texto aponta-se ainda a necessidade de proceder à «melhoria de diversas instalações», bem como à adequação dos recursos nos diversos serviços, designadamente nas «consultas externas, gastro-enterologia, urgência geral, urgência pediátrica, patologia clínica, imuno-hemoterapia, bloco operatório, unidade de cuidados intensivos e criação de heliporto».


Centro Hospitalar de Coimbra

Já um outro projecto de resolução, também da bancada comunista, em defesa da melhoria dos cuidados de saúde no distrito de Coimbra e recomendando ao Governo a reversão do processo de fusão dos oito hospitais do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), foi rejeitado pelo PS, com a abstenção de PSD, CDS-PP e PAN, e os votos a favor das restantes bancadas.

No documento pedia-se também a «reorganização dos serviços públicos de saúde, ao nível dos cuidados primários de saúde, cuidados hospitalares, cuidados paliativos e cuidados continuados integrados».