PCP solidário com o Partido Comunista da Polónia

O Secretariado do Comité Central do PCP entregou uma carta na Embaixada da Polónia em Portugal onde expressou «o mais firme repúdio do Partido Comunista Português perante os múltiplos actos de perseguição e repressão por parte das autoridades polacas contra dirigentes e activistas do Partido Comunista da Polónia, assim como contra outros antifascistas e democratas polacos».

O PCP considera que «tais actos, incluindo a instauração arbitrária de processos judiciais de natureza política e a aplicação de medidas arbitrárias de encerramento de publicações e meios de comunicação constituem exemplo de uma realidade de grave violação dos direitos, liberdades e garantias democráticas na Polónia».

O PCP considera ainda que «são causa de grande inquietação e motivo de inequívoca condenação as manifestações de conivência do Estado para com retrógradas forças de natureza neofascista e antidemocrática e a promoção do anticomunismo e da xenofobia».

Por fim, é reafirmada a determinação do PCP em continuar a desenvolver a sua «acção de protesto contra os intentos de cerceamento da liberdade e acção política dos comunistas e de todos quantos lutam pela democracia, o progresso social e o socialismo, juntando-se, em particular, a todos aqueles que têm expressado a sua indignação e denúncia da escalada anticomunista e antidemocrática na Polónia».

Recorde-se que o Partido Comunista da Polónia enfrenta um processo judicial e outras formas de repressão, com base nas leis denominadas de «descomunização» que pretendem criminalizar os comunistas, o seu ideal e projecto, e impedir a acção, e mesmo a existência legal, do seu partido.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: