O objectivo prioritário é a reconstrução e o reforço do partido
Comunista Italiano realiza primeiro Congresso

O PCP esteve presente no I Congresso do Partido Comunista Italiano (PCI), que se realizou de 6 a 8 de Julho, no Palácio do Povo, em Orvieto, e teve como lema «Reconstruir o PCI para mudar a Itália».  

Este primeiro congresso nacional do PCI, desde a sua criação em 2016, apontou como objectivo prioritário a reconstrução e reforço do partido e a sua ligação às massas.

A actualidade do socialismo e a perspectiva do comunismo; a crise do capitalismo e as suas consequências; a situação internacional e o perigo de novas guerras e a necessidade de uma política de paz; a crise, a realidade económica e social italiana; a centralidade da defesa da Constituição, do antifascismo e da democracia; os direitos políticos; os direitos dos trabalhadores; os direitos das mulheres; os direitos da juventude – foram temas debatidos no Congresso pelas três centenas de delegados, que aprovaram os novos Estatutos do Partido, o documento político do Congresso e elegeram o Comité Central.

O Congresso abordou a situação na Europa, expressando uma profunda crítica à União Europeia e afirmando a necessidade da construção de uma outra Europa social e dos povos, baseada na cooperação entre Estados soberanos, que estreite relações com outros povos do mundo, e que, desligando-se da NATO, promova a paz.

O Congresso contou com a participação de cerca de duas dezenas delegações estrangeiras que tiveram a oportunidade de intervir, partilhando com os delegados a situação nos respectivos países.

O PCP foi representado por Paulo Costa, do Gabinete de apoio aos deputados do PCP no Parlamento Europeu, que na sua intervenção expressou a solidariedade dos comunistas portugueses para com a luta do PCI em defesa dos direitos e dos interesses dos trabalhadores e povo italiano.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: