Travar a degradação da Linha de Sintra

Em Julho, a Câmara Municipal de Sintra aprovou, por unanimidade, a moção «Travar a degradação da Linha de Sintra», apresentada pela CDU.

No documento – onde se recorda o projecto de modernização iniciado no começo da década de 1990 e concluído apenas em 2012, ficando por remodelar a estação de Algueirão-Mem Martins, a que se junta a necessidade de modernização do terminal rodo-ferroviário da Portela de Sintra – alerta-se para o «aumento das queixas por mau funcionamento do transporte ferroviário da Linha de Sintra», que resulta da falta de «trabalhadores na Manutenção da EMEF» e de «material circulante», assim como do «material circulante envelhecido» e da «crescente degradação da infra-estrutura».

«Nos últimos anos, a CP tem vindo a esconder e a disfarçar a supressão de comboios com a criação de novos horários, o que agravou os problemas que estão perfeitamente identificados na Linha de Sintra, com graves consequências para os utentes», refere a moção, onde se exige que Governo, tal como impõe o Orçamento do Estado actualmente em vigor, «autorize a EMEF a contratar trabalhadores em falta para que possa dar a resposta necessária às suas responsabilidades operacionais».

Reclama-se também, entre outras propostas, que o Governo e a CP «encetem esforços tendo em vista a aquisição de mais comboios e proceda a reparações do material circulante».

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: