Breves
Nível de desemprego na região é preocupante

Os últimos dados do INE revelam que os Açores são a região com o segundo maior índice de desemprego do País. Se aos indicadores oficiais se somar outros indicadores complementares, não contemplados neste estudo, como o subemprego de trabalhadores a tempo parcial, os inactivos à procura ou não de emprego e os programas ocupacionais o número real é de mais do dobro. Os jovens até aos 35 anos representam mais de 30% do total dos desempregados.

Pronunciando-se sobre este quadro, a DORAA DO PCP emitiu uma nota de imprensa onde lembra que «por diversas vezes tem vindo a alertar para esta triste realidade que persiste em se manter e até a piorar, ao contrário das posições assumidas pelo Governo Regional relativas a esta matéria».


Degradação da rede viária

O estado de degradação de várias estradas na ilha do Faial, colocando em causa a segurança de quem por lá circula, além do incómodo e dos prejuízos causados às viaturas, tem sido motivo de preocupação do PCP.

Tendo em conta a urgente definição de prioridades para a recuperação da rede viária do Faial, a rede regional e agrícola, o PCP através da sua  Representação Parlamentar na Assembleia Regional requereu, com urgência, ao Governo Regional que informe se possui algum plano estruturado de curto e médio prazo para uma intervenção global nas vias regionais da ilha do Faial. Os comunistas açorianos perguntam ainda qual o valor orçamentado para o ano corrente, quanto já foi executado e que vias foram já intervencionadas.


Pela erradicação do eucalipto na ilha

O PCP Madeira vai apresentar no Parlamento Regional e na Câmara Municipal do Funchal projectos para a erradicação do eucalipto em toda a ilha.

Depois dos grandes incêndios que em 2016 devastaram a Madeira, deixando prejuízos de cerca de 151 milhões de euros, começam a renascer eucaliptos nas áreas ardidas. Herlanda Amado, deputada municipal na Madeira, afirmou que «não vale a pena estar a fazer estudos, o mais importante é avançar com programas de plantação e reflorestação com espécies endémicas».

Esta não é a primeira vez que o PCP apresenta projectos sobre a erradicação do eucalipto. Em setembro de 2016, após os incêndios, propôs na Assembleia Legislativa Regional um projecto de resolução que foi chumbado pela maioria PSD.

Herlanda refere ainda que «Governo Regional e Câmara Municipal devem cooperar na defesa das populações e criar um plano de incentivo para erradicar o eucalipto».