Sindicatos da Air France repudiam «dirigente estrangeiro»

A transportadora aérea Air France-KLM confirmou, dia 16, a nomeação do canadiano Benjamin Smith para director-geral, ignorando a oposição de nove sindicatos da companhia, que consideraram inconcebível que o cargo seja ocupado por um estrangeiro.

Em comunicado, os sindicatos afirmam que o nome de Benjamin Smith é uma escolha de um grupo concorrente, aludindo à Delta Airlines, companhia norte-americana que detém 8,8 por cento do capital da Air France-KLM, ao lado do Estado francês, detentor de 14,3 por cento da companhia.

Recorde-se que o anterior director-geral, Jean-Marc Janaillac, se demitiu do cargo após os trabalhadores terem recusado em referendo uma proposta de acordo salarial apresentada pela administração.

Em luta por aumentos salariais, a frente sindical, que promoveu 15 dias de greve entre Fevereiro e Junho, vai reunir-se na próxima segunda-feira, 27, para decidir novas acções reivindicativas.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: