«Numa altura em que a procura de recursos minerais está em crescendo no mundo, a partilha dos recursos africanos está, de novo, em cima da mesa, num contexto onde o regime de comércio global favorece as economias mais poderosas e acentua a exploração dos países em desenvolvimento.»

(Maria Paula Meneses, Público, 21.12.18)

«Estas pessoas sabem que estão a brincar com o fogo, mas o fogo serve-lhes para encontrarem um lugar no "sistema" que tanto dizem desprezar.»

(José Pacheco Pereira, Sábado, 20.12.18)

«Com a taxa de desemprego a baixar, a causa da emigração não será a falta de trabalho, mas a falta de emprego com remunerações dignas.»

(Armando Esteves Pereira, Negócios, 21.12.18)

«Manifs e greve patrocinadas são liberdades caucionadas.»

(António José Teixeira, Negócios, 21,12,18)

«É estranho ver em título “Ligação Porto-Lisboa em menos de duas horas, promete Governo”, quando o executivo não consegue assegurar verbas para manter de forma decente a ferrovia em funcionamento...»

(David Pontes, Público, 23.12.18)

«Um monstro de betão e vidro está a nascer em Alcântara. É um novo hospital privado que tem uma frente de mais de 150 metros. A coisa promete gigantescos engarrafamentos no futuro, numa zona já saturada.»

(Eduardo Oliveira e Silva, i, 26.12.18)

«Qualquer historiador sabe que a sociedade não desapareceu e que as classes sociais continuam a existir e que são contraditórias.»

(António Borges Coelho, i, 26.12.18)