Aconteu
Congresso Nacional das Colectividades

O Congresso Nacional da Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto realizou-se no sábado, 30 de Março, na Universidade Lusófona (auditório Agostinho da Silva), em Lisboa, com a participação de 169 delegados, sob o lema «Cumprir os estatutos, aprofundar a democracia, reforçar a participação».

Para um mandato de três anos, foram eleitos os corpos sociais, com um total de 70 dirigentes, representando associações com sede em Portugal e no estrangeiro. Quase metade destes dirigentes foram eleitos pela primeira vez.

No congresso foi aprovada por unanimidade e aclamação uma moção de saudação pelo 45.º aniversário do 25 de Abril.

Foi aprovado o Programa de Acção para o período até 2022, no qual se afirma que «ao fim de 95 anos de vida, dos quais 16 enquanto Confederação, a nossa estrutura nacional viveu uma extraordinária experiência de vida associativa e de relações institucionais», perspectivando-se «a continuidade de processos e projectos» e «a inovação e audácia de sistemas», «ao mesmo tempo que deve garantir e valorizar os valores e princípios que sempre nos nortearam».


Pedem a Osíris que não vá a Israel

Meia centena de artistas portugueses pediram a Conan Osíris, representante português no Festival Eurovisão da Canção, que não se desloque a Israel, como forma de prestar homenagem ao «povo oprimido palestiniano». Assinaram a carta aberta Tiago Rodrigues, director artístico do Teatro Nacional D. Maria II, os músicos José Mário Branco, Chullage e Vitor Rua, os escritores Alexandra Lucas Coelho e Afonso Cruz e a actriz Maria do Céu Guerra, além de outras personagens ligadas ao universo da cultura e das artes. Actuar em Telavive, sublinham, «seria ignorar o cerco ilegal que Israel mantém a 1,8 milhões de palestinianos, em Gaza, negando-lhes os direitos mais básicos».


Queixas contra CTT duplicaram

«Entre 2017 e 2018, a quantidade de consumidores que contactaram os nossos serviços para se queixarem dos CTT duplicou», refere a DECO, uma organização que representa e defende os consumidores portugueses, na sua revista de Abril. Segundo a mesma publicação, a «insatisfação dos utilizadores subiu de tom». As razões do descontentamento são diversas: «Correspondência que demora a chegar, extravio e atraso na entrega de encomendas ou encomendas danificadas». É um «serviço que se tem degradado a olhos vistos», conclui.


Tio e sobrinho presos 42 anos injustamente

Clifford Williams, condenado à pena capital, e Hubert Myers, sobrinho e a cumprir prisão perpétua, foram libertados a semana passada, anunciou o Projecto de Inocência da Florida, organização sem fins lucrativos. Estavam ambos acusados do assassinato de uma mulher, em 1976, e passaram mais de 42 anos encarcerados injustamente. O tio, de 76 anos, e o sobrinho, de 61, sempre negaram terem sido eles os autores dos disparos que acabaram com a vida da jovem. O departamento de Revisão de Integridade de Revisão (CIR, sigla em inglês) descobriu que não existem evidências suficientes para culpabilizar os suspeitos. Quando se viu na rua, Myers, emocionado, beijou o chão.


Messi e o sacrilégio

«Em teoria é um sacrilégio dizer que Messi é Deus. Não se pode dizer isso de ninguém, a Bíblia é muito clara sobre o assunto, mas pessoalmente não me parece que seja um sacrilégio», são palavras que o Papa Francisco proferiu no programa Salvados de La Sexta, transmitido por um canal de TV argentino. Sabe-se que o sumo pontífice, Jorge Mario Bergoglio, natural de Buenos Aires, amante do futebol e adepto ferrenho do San Lorenzo de Almagro, equipa que espalhou magia futebolística pelos campos do mundo, décadas atrás, é também um admirador do jogador do Barcelona, que no fim-de-semana marcou os dois golos que deram a vitória sobre o Espanhol.



Resumo da Semana
Frases