«Não temos muito tempo a perder»
10 razões para não usar plásticos descartáveis

ECOLOGIA Mariana Silva, Cláudia Madeira e Joana Silva, candidatas do Partido Ecologista «Os Verdes» às eleições para a Assembleia da República, alertaram, quinta-feira, para a necessidade de redução dos plásticos.

Num documento com «10 razões para não usar plásticos descartáveis», distribuído no passeio marítimo de Oeiras, o PEV lembra que os plásticos são feitos com combustíveis fósseis; demoram centenas de anos a decompor-se; têm uma pegada de carbono enorme; apenas uma pequena parte é reciclada; libertam toxinas para alimentos e bebidas; causam disrupções hormonais e cancros; entram na nossa cadeia alimentar; poluem os nossos oceanos e praias; matam animais marinhos e aves; o Planeta agradece.

Responsabilizar
No dia seguinte, 19, foram aprovados, em votação final global, dois projectos de lei do PEV, um que visa a obrigatoriedade de disponibilização aos consumidores de alternativa à distribuição de sacos plásticos ultraleves e de cuvetes em plástico nos ponto de venda de pão, fruta e legumes, e o outro para impedir a comercialização de utensílios de refeição descartáveis em plástico.

«Não temos muito tempo a perder», apelam os ecologistas, firmando: «É tempo de responsabilizar todos os agentes para os desafios ambientais que temos pela frente, os quais, em bom rigor, se relacionam directamente com a qualidade de vida e a saúde dos seres humanos e de todas as dimensões de vida do Planeta».

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: