Solidariedade com a luta no Equador

O PCP endereçou mensagens de solidariedade ao Partido Comunista do Equador e ao movimento Revolução Cidadã, na sequência da escalada repressiva e da imposição do estado de excepção pelo governo equatoriano, na semana passada.

Aos legítimos protestos de amplas camadas populares, perante gravíssimas medidas de âmbito económico e laboral que atingem duramente as condições de vida dos trabalhadores e do povo, o Governo tem respondido com dura repressão, incluindo a detenção de centenas de dirigentes e o uso indiscriminado da força.

Para o PCP, estas medidas aprofundam ainda mais o carácter de abdicação nacional e de subordinação do governo dirigido pelo Presidente Moreno, face ao imperialismo, às manobras intervencionistas dos EUA e à ortodoxia neoliberal do FMI, em marcado contraste e retrocesso com a trajectória de progresso social e soberania nacional de uma década de processo da Revolução Cidadã.

Nas mensagens enviadas, o PCP reafirmou a sua solidariedade aos trabalhadores e ao povo equatorianos e às forças revolucionárias e progressistas do Equador na sua luta para travar a ofensiva antidemocrática e antinacional das forças da oligarquia e reconduzir o país a uma via de desenvolvimento soberano e progresso social, fundada no reconhecimento e realização das justas aspirações e genuínos anseios dos trabalhadores e do povo equatorianos.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: