Conferências e concertos entre Outubro e Dezembro
Setúbal assinala 113.º aniversário de Fernando Lopes-Graça

CULTURA Por ocasião das comemorações do 113.º aniversário do nascimento de Fernando Lopes-Graça, o mestre e compositor português é homenageado em Setúbal, num ciclo de conferências e concertos entre Outubro e Dezembro.

Organizado pela Câmara Municipal de Setúbal e pela Associação Lopes-Graça, o ciclo, com três iniciativas a realizar no Museu do Trabalho Michel Giacometti, tem início no sábado, 19 de Outubro, às 17h30, com uma conferência e um concerto.

«Fernando Lopes-Graça e a Música Popular Portuguesa» dá tema ao encontro com as participações do professor e maestro do coro Canto Firme de Tomar, António de Sousa, e do pianista, investigador e docente da Universidade de Aveiro Fausto Neves, a que se segue um concerto com Rita Malão, na flauta, e Gonçalo Gouveia, na guitarra.

O ciclo dedicado ao maestro e compositor é retomado em Novembro, no dia 23, igualmente às 17h30, com a conferência «Michel Giacometti e Fernando Lopes-Graça: Um Percurso Conjunto», com alocuções dos musicólogos Domingos Morais e Manuel Deniz Silva, e um concerto pelo Quarteto de Cordas de Sintra.

Em Dezembro, o ciclo culmina com o concerto «A Música Coral de Fernando Lopes-Graça», no dia 14, também às 17h30, com as participações do Coro da Escola Secundária de Bocage, dirigido por Raul Avelãs, do Coral Infantil de Setúbal, com direcção de Nuno Batalha, e do Coro Lopes-Graça da Academia de Amadores de Música, conduzido por José Robert.

Fernando Lopes-Graça, natural de Tomar, nasceu a 17 de Dezembro de 1906, é considerado um dos maiores maestros e compositores portugueses do século XX. Autor de diversas obras para orquestra e piano, resistente antifascista e militante do PCP, foi preso diversas vezes e a sua obra proibida de ser tocada. Faleceu na Parede, a 27 de Novembro de 1994.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: