Aconteu
25 anos de Sintra como Património Mundial

O programa de comemoração dos 25 anos da elevação de Sintra a Património Mundial foi apresentado na semana passada no Palácio de Queluz. A assembleia que definiu o município português como «paisagem cultural» tomou lugar Alemanha em 1995 durante a 19.º sessão do Comité do Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultural (UNESCO).

No programa elaborado contabilizam-se mais de 200 espectáculos e eventos – 100 momentos musicais, 70 peças de teatro, 20 dias de recriações históricas, 12 eventos de festas e feiras populares, dez conferências e oito novas exposições vão tomar lugar ao longo deste ano.

A Câmara Municipal de Sintra anunciou também que durante todo o ano em que se celebrará este marco, todos os museus do município terão entrada gratuita.


Setúbal – por um concelho mais verde

No passado sábado, teve lugar, em Azeitão, no concelho de Setúbal, a segunda fase de uma iniciativa de reflorestação do Pinhal de Negreiros, onde um incêndio ocorrido em 2017 destruiu grande parte da vegetação.

Sob o mote «Plantação de Árvores em Pinhal de Negreiros – participe e contribua para um concelho mais verde», os voluntários que participaram na acção plantaram 500 árvores e arbustos durante duas horas.

As espécies autóctones plantadas, como os sobreiros, as azinheiras e os medronheiros, foram fornecidas pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e pela Quercus.


Faleceu Henrique Espírito Santo

Henrique Espírito Santo, figura incontornável do cinema português, faleceu no dia 19 com 88 anos. Para além da sua destacada actividade como produtor e director de produção de várias obras cinematográficas, foi também actor, crítico e professor de cinema.

A figura cimeira como homem de cultura que assumiu no cinema nacional deve-se também uma activa e muito mais lata intervenção na sociedade. Mesmo antes do 25 de Abril, Henrique Espírito Santo teve um destacado papel na dinamização do movimento do cineclubismo que, como o próprio descreveu, foi um «grande movimento cultural de massas de resistência ao fascismo». De forma semelhante, entregou-se ao movimento de renovação estética, cultural e social do cinema nas décadas de 60 e 70 – o que ficaria conhecido como o Novo Cinema Português.

A sua actividade profissional inicia-se em 1966, tendo-se, posteriormente, em 1971, estreado como director de produção da longa-metragem «O Recado» de José Fonseca e Costa, uma dura crítica à actuação da PIDE e do fascismo. Assumiu a posição de director de produção em 26 filmes, foi actor em 21 e colaborou de diversas formas em mais 19.

Henrique Espírito Santo formou várias gerações de homens e mulheres do cinema e foi um extraordinário exemplo de amor a esta arte, de dedicação, capacidade de trabalho e, simultaneamente, de uma generosidade, solidariedade e fraternidade por todos reconhecidas.

Membro do PCP desde 1957, participou activamente na resistência e luta contra o fascismo, no plano cultural e político. Integrou a Célula do Cinema do PCP, criada após o 25 de Abril. A sua militância verificou-se até ao fim da sua vida, com o seu Partido, o PCP, ao serviço da construção de uma outra sociedade, de progresso, cultura, fraternidade, solidariedade e liberdade.


Arqueólogo Cláudio Torres premiado

O arqueólogo Cláudio Torres recebeu a Medalha de Mérito Cultural do Governo Português, prémio que reconheceu toda uma vida dedicada à investigação histórica, ao património cultural e à arqueologia.

Cláudio Torres deu os primeiros passos académicos no início dos anos 60 ao começar a estudar na Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto, onde, pela sua actividade de oposição ao regime, chegou a sofrer alguma perseguição pelo fascismo. Mais tarde, tendo-se exilado, concluiu a licenciatura de História e Teoria da Arte na Universidade de Bucareste, na Roménia. Após o 25 de Abril começou a leccionar no Departamento de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Em 1978, a convite do presidente da câmara de Mértola, iniciou a actividade pela qual foi reconhecido, com a fundação do Campo Arqueológico de Mértola e com a direcção das várias escavações que desde então aí se sucederam.



Resumo da Semana
Frases