Breves
Espanhóis manifestam-se em 12 cidades
Para contestar o projecto de aumento da idade da reforma para os 67 anos, as duas principais centrais sindicais espanholas realizaram, dia 23, uma jornada nacional de luta que juntou várias dezenas de milhares de pessoas em 12 centros urbanos.
Em Madrid manifestaram-se 70 mil pessoas, em Barcelona 50 mil, em Oviedo 40 mil, em Valência 25 mil e em Alicante 10 mil. Os estudos de opinião indicam que a maioria esmagadora da população repudia a medida do governo de Zapatero.

Alemanha aumenta funcionários
O governo e os sindicatos concluíram no domingo, 28, um acordo sobre a actualização salarial na administração pública que prevê um aumento de 1,2 por cento com efeitos retroactivos a Janeiro, que será seguido de mais 0,6 por cento em Janeiro de 2011 e acrescido de 0,5 por cento em Agosto do mesmo ano.
Comentando o resultado, Frank Bsirske, dirigente do sindicato Ver.di considerou que «não há razão para estarmos contentes». Em contrapartida, o ministro do Interior, Thomas de Maizière, qualificou-o como «um compromisso responsável». O acordo aplica-se a um universo de cerca de dois milhões de trabalhadores.

Reino Unido envia submarino para Malvinas
O governo britânico enviou, dia 24, um submarino para as ilhas Malvinas para reforçar a sua presença militar no arquipélago situado ao largo da Argentina. A decisão foi tomada num momento em que se registam fortes tensões diplomáticas entre Buenos Aires e Londres, motivadas pelo início dos trabalhos de exploração de importantes jazidas de gás e petróleo naquela região por parte de companhias britânicas, que foi qualificada pelas autoridades argentinas como «uma agressão à sua soberania».
As Malvinas, que estão sob domínio britânico desde 1833, continuam a ser reivindicadas pela Argentina.