Israel prossegue colonização

Image 6557

As escavadoras israelitas voltaram a invadir o bairro árabe palestino de Sheikh Jarrah, em Jerusalém Este, desta vez para demolirem o histórico Hotel Shepherd, segundo informou dia 11 a Missão Diplomática da Palestina em Espanha.

A operação, rodeada de um forte dispositivo de segurança, visou libertar o terreno para a construção de duas dezenas de habitações exclusivamente para colonos judeus. A Autoridade Nacional Palestiniana condenou de imediato este acto ilegal, qualificando-o como mais um passo de grande gravidade na política israelita de «limpeza étnica» e judaização da cidade palestiniana de Jerusalém.

A Missão Diplomática em Espanha recorda que o Estado de Israel prossegue impunemente a ocupação ilegal dos territórios palestinianos, violando as leis internacionais, as resoluções da ONU, o roteiro e os apelos feitos pelo «Quarteto» (ONU, Estados Unidos, União Europeia e Rússia) em representação da comunidade internacional.

«Esta política de colonização é acompanhada por uma escalada da violência contra a população civil», acrescenta a nota da Missão Diplomática, apelando à comunidade internacional para que condene «esta política inaceitável do Estado de Israel e exija a suspensão de todas as actividades de colonização e a reabertura de negociações de paz sérias, com referência ao fim da ocupação dos territórios palestinianos, à criação de um Estado palestiniano independente e soberano, tendo Jerusalém Este como sua capital, e ao regresso dos refugiados palestinianos».



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: