Breves
GUIMARÃES
«Portugal a Produzir»

Agostinho Lopes, deputado do PCP à Assembleia da República, participou, sábado, em Moreira de Cónegos, Guimarães, num debate sobre o sector têxtil. Integrada na iniciativa «Portugal a Produzir», esta iniciativa, realizada no auditório da Junta de Freguesia, serviu para passar em revista a situação de um sector estratégico para Guimarães, para o Vale do Ave e para o País.

No decurso da sua intervenção, Agostinho Lopes apelou ainda a uma grande participação nas comemorações do 25 de Abril e do 1.º de Maio, «momentos privilegiados para defender um outro rumo para a política nacional, um rumo de ruptura e mudança com os 35 anos de política de direita que afundaram o País».


BEJA
Novo Aeroporto

A Direcção da Organização Regional de Beja (DORBE) do PCP reafirmou, em comunicado, a defesa de um modelo de gestão pública do Aeroporto de Beja, com a participação das instituições representativas da região, que assegure as condições necessárias ao rápido aproveitamento de todas as suas potencialidades para transporte de passageiros e carga e a instalação de um cluster associado às actividades aeronáuticas que contribua para a dinamização empresarial local.

No documento, os comunistas de Beja recordam ainda que, em 1987, a Câmara Municipal, de maioria CDU, num estudo a propósito do Plano Director Municipal, identificou como proposta a utilização civil da Base Aérea de Beja. Desde essa altura, o PCP «sempre defendeu este projecto como estruturante para um novo modelo de desenvolvimento do distrito e da região, contrariamente a alguns que só muito recentemente descobriram a sua importância».


ALGARVE
Luta contra as portagens

A propósito de uma pergunta do PSD ao primeiro-ministro, também entregue à delegação do FMI, sobre «Qual o impacto do atraso da implementação da cobrança de portagens nas SCUT», a Direcção da Organização Regional do Algarve do PCP, em nota de imprensa, salienta que a posição dos sociais-democratas «pode ser o início de uma manobra visando que a introdução de portagens passe a ser uma consagração do FMI, procurando assim o PSD, o PS e o CDS limparem as responsabilidades que têm em todo este triste processo». Os comunistas algarvios deixaram ainda um aviso: «A luta contra as portagens continua, com o FMI ou sem FMI».


SETÚBAL
Utentes enganados

A Direcção da Organização Regional de Setúbal (DORS) do PCP está solidária com os utentes dos transportes da Charneca da Caparica, Almada, que foram enganados pelos TST (Transportes Sul do Tejo), que criaram recentemente uma carreira daquela Freguesia até ao Marquês de Pombal, Lisboa, mas que «não serve para transportar» quem dela necessita.

«Estranha e surpreendentemente, os utentes dos TST, que se deslocam para a zona de Lisboa, não podem fazê-lo nesta carreira utilizando o actual passe intermodal L123, entre outros, sendo obrigados, na prática, a adquirirem mais novos passes, o XL ou o A23, o que aumenta ainda mais os já incomportáveis custos com os transportes públicos», criticam os comunistas.