Debate em Lisboa no sábado
As mulheres e o pacto de agressão

O PCP debate, no sábado à tarde, as consequências do pacto de agressão no aprofundamento das discriminações específicas das mulheres no domínio económico, social, político, cultural e desportivo. A iniciativa, promovida pela Comissão Junto do Comité Central do PCP para a Luta e Movimento das Mulheres, conta com a participação de Jerónimo de Sousa.

Para o PCP, lê-se no convite, o pacto de agressão e o Orçamento do Estado para 2012 aumentam a «generalização das velhas formas de dominação e opressão política, económica, social, cultural e ideológica sobre as mulheres, por razões de classe e de sexo, visando desmoronar um importante património de conquistas e de direitos que resulta» da sua luta emancipadora. Com o debate pretende-se, portanto, responder à questão que dá o mote à sessão: «Por que devem as mulheres rejeitar o pacto de agressão?»

O debate inicia-se às 15 horas, no salão do Centro de Trabalho Vitória, em Lisboa.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: