Almada aposta no tratamento dos esgotos

O plano da Câmara Municipal de Almada para 2003, aprovado recentemente, prevê a cobertura total do concelho em termos de saneamento básico, estando prevista a entrada em funcionamento das Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Mutela e Portinho da Costa, noticiou, esta semana, a Capital.

O presidente dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS), Henrique Carreiras, disse que o município tem sido preterido pelos sucessivos Governos no que diz respeito à construção das ETAR.

«Sentimo-nos discriminados pelos sucessivos governos, porque todos os anos candidatamo-nos aos planos de fundos comunitários e até hoje não vimos qualquer proposta aprovada para obter os fundos», disse o responsável.

Entretanto, a presidente da Câmara, Maria Emília de Sousa, assegurou que com ou sem apoios comunitários, as ETAR em construção entram em funcionamento este ano.

«Se os fundos não chegarem, as ETAR não ficam em crise. O empréstimo será maior, mas temos capacidade para o pagar», sublinhou a autarca.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: