Pedro, o Grande, e Catarina II fizeram uma cidade europeia, mas...
Os operários de Petrogrado transformaram o mundo
O tricentenário da cidade de São Petersburgo - para os comunistas, Leninegrado - tem estado a ser comemorado ao longo deste ano e as celebrações ainda não terminaram. Com efeito, durante o mês de Outubro, as principais companhias teatrais europeias representarão na capital do Neva as produções mais emblemáticas do seu repertório. O palco do Baltiski Dom acolherá, entre outras, a Comédie Française e a Royal Shakespeare Company. Não faltam atracções na cidade de Pedro, o Grande, histórica em aspectos inumeráveis mas, principalmente, por ter sido o berço da Revolução de Outubro que Lenine dirigiu.

Identidade essencial
As linguagens são variadas - umas dando maior peso à racionalidade e outras às emoções que abrem caminho para a espiritualidade - em busca da identidade da pessoa, do grupo social, do povo, da cultura. A literatura actual reflecte esta ansiosa busca que também existe nas manifestações intelectuais artísticas e científicas.

A segunda guerra do Golfo
Como o imperialismo procura salvar-se
Não sendo assumida pelas petrolíferas nem pelos governos, a crise petrolífera é real e de enormes repercussões. Tendo presente a finitude dos recursos e a sua concentração em algumas poucas áreas geográficas, sobretudo no Médio Oriente, a presente crise é o mais sério episódio de uma mesma sucessão histórica.

Os jornalistas orgânicos da PentágonoPress (conclusão)
Nesta cruzada de máximo ruído/credibilização para as teses do agressor e de máxima censura/descrédito para as teses do agredido, o PentágonoPress socorreu-se da dramatização e da desvalorização, da emboscada e do embuste, superando de largo a patética heróica de Mohamed Saeed al-Sahaf, o ministro iraquiano da Informação, que tanta negócio da diversão propiciou nos Estados Unidos.