Discriminação de doentes em hospitais SA

O Conselho Nacional Executivo da Ordem dos Médicos (OM) manifestou-se, na passada semana, contra alegadas «práticas discriminatórias em doentes que necessitam de cuidados nos hospitais SA».
A OM refere ainda que «não aceitam decisões unilaterais de conselhos de administração de hospitais que limitam o acesso de cidadãos aos cuidados de saúde baseado em critérios meramente geográficos, deixando os doentes sem qualquer resposta às suas necessidades».
Segundo os médicos, «há notória tentativa nestes hospitais de privilegiar tudo o que leve a uma diminuição de gastos, pondo muitas vezes em causa uma correcta e qualificada prestação de cuidados de saúde».


Esqueceu-se de declarar 15 mil euros

A ministra de Estado e das Finanças, principal responsável pelo combate à evasão fiscal, esqueceu-se de declarar ao fisco cerca de 15 mil euros em mais-valias na declaração de rendimentos de 2002.
«Manuela Ferreira Leite fez uma correcção à liquidação do IRS respeitante ao ano de 2002 para antecipar um pagamento», escreve o gabinete do Ministério, ressalvando que a ministra fez a rectificação «antes de ser notificada pela Administração Fiscal da necessidade de o fazer». Ou seja, ao notificar o fisco das mais-valias fora do prazo Manuela Ferreira Leite cometeu uma infracção punível pelo Regime Geral de Infracções Tributárias.


Embrulhadas em Salvaterra de Magos

O comandante dos bombeiros de Salvaterra de Magos e o presidente da Concelhia local do PS foram ouvidos, segunda-feira, pelo tribunal de Vila Franca de Xira, por suspeita de desvio de fundos da Associação Humanitária dos Bombeiros do concelho, quando eram dirigentes da instituição.
O comandante Carlos Leonel foi até há cerca de três meses vereador do PS na autarquia e Joaquim Mário Antão é o actual presidente da Concelhia. Foi ainda presidente da associação humanitária na década de 1990.


Michael Moore recebe a Palma de Ouro

O principal galardão do Festival de Cannes, a «Palma de Ouro», foi atribuído no sábado ao filme «Fahrenheit 9/11», do norte-americano Michael Moore. Trata-se de um documentário anti-Bush alusivo aos atentados terroristas nos Estados Unidos de 11 de Setembro de 2002.
O Grande Prémio do júri foi para «Old Boy», de Park Chan-wook (Coreia do Sul).
A actriz chinesa de Hong Kong Maggie Cheung foi galardoada com o prémio de interpretação feminina do Festival de Cannes, pelo seu desempenho no filme «Clean», de Olivier Assayas.
Por seu lado, o actor japonês Yagira Yuuya recebeu o prémio de interpretação masculina pelo seu trabalho em «Nobody Knows» de Hirokasu Kore-eda .


Prémio Camões 2004

O Prémio Camões 2004 foi quarta-feira, da passada semana, atribuído, por unanimidade, a Agustina Bessa-Luís, com o júri a considerar que a obra da escritora «traduz a criação de um universo romanesco de riqueza incomparável».
Esta distinção foi instituído em 1989 pelos governos de Portugal e do Brasil e visa distinguir, anualmente, um escritor cuja obra tenha contribuído para o enriquecimento dos patrimónios cultural e literário em Português.
O prémio, o maior galardão literário da língua portuguesa, foi atribuído em 1989 a Miguel Torga, e no ano seguinte João Cabral de Melo Neto.
Da lista de distinguidos fazem parte José Craveirinha (1991), Vergílio Ferreira (1992), Rachel Queiroz (1993), Jorge Amado (1994), José Saramago (1995), Eduardo Lourenço (1996), Pepetela (1997) e António Cândido de Mello e Souza (1998).
Em 1999 o Prémio distinguiu a poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen e no ano seguinte o escritor brasileiro Autran Dourado.
Nos últimos três anos, o prémio foi atribuído a Eugénio de Andrade, Maria Velho da Costa e Rubem Fonseca.


Resumo da Semana