Desemprego volta a crescer

Há meses que o cenário se repete não dando sinais de inversão na tendência de crescimento.
De acordo com dados revelados terça-feira pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), o número de desempregados voltou a aumentar no último mês do ano passado.
Em Dezembro, esclarece o IEFP, o número de indivíduos inscritos nos centros de emprego subiu 3,6 por cento em relação ao mesmo período de 2003, ou seja, mais de 16 mil novos desempregados.
A variação mensal entre Novembro e Dezembro de 2004 regista uma quebra muito pouco significativa – 0,5 por cento, correspondendo a pouco mais de duas mil pessoas - pelo que se mantém o número de quase 500 mil portugueses a quem foram fechadas as portas do emprego.


Grécia sancionada por défice

Os ministros das Finanças da União Europeia (UE) adoptaram na terça-feira, dia 18, por unanimidade, a recomendação da Comissão Europeia para o avanço do procedimento por défice excessivo contra a Grécia.
Em 22 de Dezembro, Bruxelas recomendou a passagem para a etapa seguinte do procedimento previsto pelo Pacto de Estabilidade contra a Grécia, cujo défice ultrapassa desde 1997 os limites do pacto orçamental europeu.
Esta parte do procedimento, que inclui ameaças de sanções contra o país em falta, é utilizada pela primeira vez contra um país.
Em Novembro de 2003 foi precisamente nesta fase do procedimento contra a França e a Alemanha que os ministros europeus decidiram suspender as medidas previstas no pacto de estabilidade evitando que os dois países infractores fossem penalizados.
Contudo, desta vez, o país visado, a Grécia, não beneficiou da mesma tolerância e será notificada dentro de um mês sobre as novas recomendações de Bruxelas com vista a forçar um regresso do défice nos limites do Pacto.
Na mesma reunião, os ministros das Finanças convergiram na opinião de que o Pacto de Estabilidade deverá tornar-se no futuro num instrumento fundamentalmente preventivo que estimule os Estados-membro a sanear as suas contas públicas em períodos de expansão económica.
Segundo declarou o ministro luxemburguês, na presidência europeia, Jean Claude Juncker, o consenso estabelece práticas mas estritas em fases de crescimento e «certas doses de flexibilidade » durante as fases de desaceleração. No entanto, mantêm-se os limites de três por cento do PIB para o défice púbico e de 60 por cento do PIB para a dívida pública.


Justiça aperta Pinochet

Depois de ter sido decretado nulo, na semana passada, o regime de prisão domiciliária que havia sido imposto ao antigo ditador chileno ao abrigo das investigações sobre a «Operação Condor», Augusto Pinochet viu a justiça chilena congelar todas as contas da família do general e da fundação com o seu nome.
Em causa estão acusações de fraude, evasão fiscal, corrupção e enriquecimento ilícito de Pinochet e da sua família durante o período em que liderou o regime fascista no Chile, entre 1973 e 1990.
Pinochet e alguns dos seus familiares foram já interrogados no âmbito deste processo, o qual assumiu maior volume a partir do momento em que foram reveladas contas do antigo ditador no Riggs Bank dos EUA num montante a rondar os 12 milhões de euros.


Mais perto de Titã

A sonda espacial Huygens, enviada pela Agência Espacial Europeia para a maior lua do planeta Saturno, enviou, sexta-feira, as primeiras imagens do astro.
Num total previsto de cerca de 750 fotografias a serem efectuadas no âmbito da missão espacial para posterior análise, as primeiras 350 fotografias imagens de Titã mostram a atmosfera da lua, onde é possível identificar uma zona liquida provavelmente constituída por compostos de metano.
Foram ainda desvendadas algumas das características do solo de Titã e os sons captados pelos instrumento da sonda Huygens.
Embora os cientistas se mantenham discretos quanto a conclusões imediatas, o balanço é para já positivo na medida em que o conhecimento da maior lua de Saturno pode revelar dados que ajudem a explicar do sistema solar.


Nuno Cardoso suspeito de crimes

O antigo presidente da Câmara Municipal do Porto, Nuno Cardoso, foi, terça-feira, constituído arguido pela alegada prática de crimes de peculato, participação económica em negócio e abuso de poder. Nuno Cardoso ficou sujeito a termo de identidade e residência, a mais leve das medidas de coacção previstas na lei. O também presidente da Concelhia do PS apresentou-se nas instalações da Polícia Judiciária, onde foi inquirido acerca de uma permuta de terrenos entre a autarquia e o Futebol Clube do Porto.
Um relatório da Inspecção-Geral de Finanças de 2003 avança que, com este negócio, a autarquia poderá ter sofrido prejuízos estimados entre 2,6 e 3,5 milhões de euros. Já no ano passado, o ex-autarca do Porto tinha sido envolvido neste processo. Para além de ter, na altura, prestado declarações na PJ, a sua casa foi revistada.
O negócio entre a Câmara e o clube está a ser investigado pela Direcção Central de Investigação e Combate ao Crime Económico e Financeiro, a partir do relatório da IGF. Entre outras medidas, os investigadores fizeram um apuramento dos sinais exteriores de riqueza do presidente da concelhia do PS, tentando descobrir o recebimento de qualquer contrapartida pessoal pelo negócio efectuado, em nome da Câmara Municipal do Porto, com o clube campeão europeu. Para ontem, estava marcada uma conferência de imprensa onde o ex-autarca explicaria o seu envolvimento neste caso.


Resumo da Semana