Obcecado pelo défice, Governo agrava crise
Desemprego<br> é o principal problema do País
O Instituto Nacional de Estatística acabou de publicar os dados do desemprego referentes ao 3.º trimestre de 2005. Esses dados mostram que o desemprego real no nosso País é bastante superior ao número oficial de desempregados que os órgãos de comunicação social divulgam. Os dados também revelam que, contrariamente àquilo que o governo pretende fazer crer, o desemprego continua a aumentar de uma forma rápida em Portugal, sendo, sem qualquer dúvida, o problema social e mesmo económico mais grave do País.

Audição do PCP sobre o sector rodoviário
<font color=990000>Onde a exploração é norma</font>
Perante o intenso ataque aos direitos dos trabalhadores por parte de sucessivos governos e das empresas do sector dos transportes rodoviários, teve lugar, a 19 de Novembro, em Coimbra, a Audição Nacional do PCP sobre as condições de trabalho no sector. Os ataques são de tal forma que põem em causa a dignidade da pessoa humana e coincidem com uma fase de avultados lucros para os grandes grupos económicos.

O PCP dá voz às aspirações dos rodoviários
<font color=990000>Retrato de um sector à margem das leis</font>
Nas 24 intervenções proferidas na audição, foram denunciadas as duras condições de vida e de trabalho dos motoristas, agravadas com a progressiva liberalização e privatização do sector, após o desmantelamento da Rodoviária Nacional, num sector com a contratação colectiva bloqueada há nove anos. A informação recolhida vai agora complementar os cerca de 20 requerimentos parlamentares, em fase de elaboração, que o PCP levará à Assembleia da República.

Pela segurança rodoviária
<font color=990000>Exigir trabalho com direitos</font>
Como afirmou Francisco Lopes, no encerramento da audição, a auscultação serviu para «conhecer os problemas e aprofundá-los, de forma a denunciar a realidade do sector».