Extractos da intervenção de Jerónimo de Sousa
Um Portugal soberano numa Europa de cooperação
Intervindo no encerramento do Encontro, o secretário-geral do PCP considerou «a defesa da soberania nacional como questão central e estratégica para a defesa dos interesses nacionais e para a construção de uma Europa de cooperação entre Estados soberanos e iguais em direitos».

Inverter políticas nacionais, rejeitar o neoliberalismo europeu
A alternativa exige rupturas
A saída da profunda crise económica e social em que se encontra o País exige uma dupla ruptura: no plano nacional, com as políticas de direita seguidas pelos sucessivos governos nas últimas décadas; no plano europeu, com as orientações federalistas e neoliberais emanadas pelo grande capital, concluiu o Encontro Nacional do PCP sobre os 20 anos de adesão de Portugal às comunidades europeias, realizado, no sábado, 16, na Baixa da Banheira.

Federalismo, militarismo e liberalismo
Ao arrepio da vontade dos povos
Apesar de derrotada em referendo pelos povos francês e holandês, o projecto constitucional continua na agenda das grandes potências europeias, que assim tentam impor o seu domínio na União Europeia.

A miragem dos fundos
Solidariedade ou compensação interesseira?
Os fundos estruturais e de coesão, incluindo as ajudas de pré-adesão, representaram mais de 50 mil milhões de euros nas ultimas duas décadas. Só no âmbito do 3.º Quadro Comunitário de Apoio, Portugal recebeu cerca de 8,8 mil milhões de euros por dia, ou seja 84 cêntimos por habitante/dia, como referiu Pedro Carvalho, membro do grupo de apoio aos deputados do PCP no PE.

O PCP no Parlamento Europeu
Uma intervenção valorosa

Números e factos

A mesa do Encontro