Desemprego só sobe em Portugal

Comparando a taxa de desemprego de Junho com a do mesmo mês do ano passado na União Europeia, constata-se que Portugal é o único País onde o desemprego subiu neste período. Segundo dados oficiais divulgados pela União Europeia, a 31 de Julho, o desemprego em Portugal em Junho passado era de 7,9 por cento, mais 0,3 por cento do que no ano anterior. Na União Europeia, a taxa desceu dos 7,9 por cento, em Junho de 2006, para 6,9 por cento, no mês passado.


Emigrantes sem Português

Na Bélgica, 21 jovens alunos emigrantes poderão ficar sem aulas de português no próximo ano lectivo devido à falta de professores para esta turma. Problemas semelhantes estão a verificar-se nas comunidades emigrantes na Alemanha e na Suiça, reflectindo a falta de apoio às comunidades portuguesas na Europa, já que o Governo português pretende encerrar consulados e reduzir ainda mais o pouco atendimento que presta aos emigrantes.


Professor titular gera perplexidades

O Provedor de Justiça, Nascimento Rodrigues, entregou, sexta-feira, à ministra da Educação um parecer onde enuncia situações de «flagrante injustiça no quadro legal do concurso» de acesso a professor titular. O Provedor diz ter ficado «perplexo» e «preocupado» com as regras criadas pelo Ministério da Educação para este concurso onde se prevê que os candidatos do topo de carreira com classificação mínima sejam ultrapassados por docentes com classificação inferior dos 8.º e 9.º escalões, entre outras situações que o Provedor classifica como «flagrante injustiça», nomeadamente as ultrapassagens nas listagens e no provimento de vagas. A Fenprof tem ao dispor dos docentes minutas para quem pretenda apresentar queixa na tutela ministerial ou na Provedoria de Justiça.


Milhares de pontes em ruína nos EUA

Mais de 70 mil pontes norte-americanas estão à beira da ruína, informou, dia 3, a Sociedade Americana de Engenheiros Civis, dois dias após ter ruído uma ponte em Minneapolis que causou mais de 5 mortos e dezenas de feridos. O estudo revela que cerca de 12 por cento do total de pontes, nos Estados Unidos – 73 533 num total de 607 363 - estão «estruturalmente deficientes», tendo algumas sido construídas já na década de ´90. A sociedade prevê que as reparações demorem duas décadas e terão um custo avaliado em 188 mil milhões de dólares (137 590 milhões de euros). Quanto à ponte que ruiu, ainda estão por determinar oficialmente as causas da derrocada.


Mais de 37 mil queixas do SNS

Nos últimos três anos têm aumentado as queixas dos utentes do Serviço Nacional de Saúde respeitantes aos serviços prestados, constantes do livro de reclamações e entregues no Gabinete do Utente. Se, em 2004, havia 26 228 queixas, em 2005, foram 26 228, e 37 043 em 2006 (mais 10 815 do que no ano anterior). A maior parte das reclamações é feita nos hospitais, embora também se registe acréscimos nos centros de saúde, onde foram recebidas, no ano passado, 13 865.
Quanto à negligência médica, a Inspecção-Geral de Saúde revelou ter movimentado, no ano passado, 1978 processos, 547 dos quais foram investigados de forma mais aprofundada. Destes, 304 processos – 55, 58 por cento – resultaram de denúncias feitas por doentes e familiares. Em 42 dos casos (cerca de 3,5 por mês) foram detectadas falhas na assistência clínica e os médicos foram punidos, em alguns casos com a demissão que é a sanção mais grave. Apenas 14 por cento dos casos suspeitos de assistência negligente (50 casos) resultaram em punições disciplinares, em 2006. No ano passado, 20 por cento dos clínicos foram demitidos, 10 por cento suspensos e 14 por cento condenados a penas de inactividade. Foram ainda aplicadas multas em 30 por cento das situações. Os médicos foram os mais punidos (54 por cento), seguindo-se os auxiliares (24 por cento), o pessoal administrativo (14 por cento), os enfermeiros (6 por cento) e os técnicos (2 por cento).


Resumo da Semana