Karzai ameaça Paquistão
O presidente afegão ameaçou penetrar em território paquistanês para perseguir os insurrectos que supostamente ali se escondem. A declaração proferida domingo por Hamid Karzai gerou um coro de protestos no país vizinho, que respondeu que irá defender intransigentemente o seu reduto.
Em causa estão supostas conversações entre o governo de Islamabad e chefes tribais afegãos. Os grupos que estes lideram movem-se na região da fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão, e são acusados pelos EUA e pelo executivo de Cabul de serem responsáveis por diversos ataques contra forças ocupantes.
Entretanto, no terreno, a resistência à ocupação aumenta e os crimes cometidos contra civis perpetrados pelos exércitos ocupantes também. Um atentado contra uma prisão repleta de rebeldes permitiu a fuga de centenas de detidos, enquanto que um violento bombardeamento norte-americano na província de Paktika matou pelo menos 40 afegãos, elevando para 1300 o número de vítimas civis da guerra no corrente ano.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: