Cheias provocam prejuízos em Ovar
Na sequência das cheias verificadas este fim-de-semana na Marinha, Ovar, Miguel Viegas, eleito da CDU na Assembleia Municipal, deslocou-se ao local para observar os prejuízos e falar com as populações.
«Não sendo este um problema novo, e relembre-se que ainda este Verão o PCP interveio quando as marés vivas de Julho queimaram dezenas de hectares de milho, estas cheias atingiram agora proporções que tornam absolutamente urgentes a tomadas de medidas que possam travar este fenómeno que ameaça a própria existência de toda esta localidade», advertiu o eleito, lembrando que «as águas não se limitaram a invadir campos de milho». «Foram vacarias e casas completamente inundadas, e a localidade de Tijosa isolada durante mais de quatro horas», frisou, sublinhando que «este problema» «está ligado às obras na Barra do Porto de Aveiro «onde as dragagens realizadas aumentaram drasticamente a influência das marés na Ria de Aveiro».


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: