Solidariedade e cooperação com todos os povos do mundo
36 anos depois
Lutar pelos ideais de Abril
Comemora-se, domingo, na rua, em festa e em luta, o dia 25 de Abril. Em Lisboa o desfile comemorativo da Revolução dos Cravos inicia-se às 15.30 horas no Marquês de Pombal e termina na Praça do Rossio.
O PCP, assim como dezenas de associações e centenas de personalidades, já subscreveu o apelo à participação no desfile, que este ano coincide com o centenário da implantação da República. «O ânimo que inspirou os revolucionários do 5 de Outubro filia-se numa linha libertadora, de longa data, que, após o derrube de um regime monárquico, caduco e anacrónico, se reafirma em Abril de 1974, com o fim de uma sombria ditadura fascista», lê-se no documento, que apela à participação de todos os democratas nesta acção de festa e de luta. Num outro documento, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) também apelou à participação nas «comemorações populares da Revolução que abriu ao País as portas da paz, da liberdade, da democracia e do progresso». «A Revolução de Abril não trouxe apenas a liberdade e a democracia - também colocou Portugal no caminho da paz. Com Abril, pôs-se fim à Guerra Colonial e nasceram novos países, livres e soberanos. Com Abril, Portugal enveredou por um caminho de solidariedade e cooperação com todos os povos do mundo - caminho esse consagrado no artigo 7.º da Constituição da República Portuguesa, aprovada a 25 de Abril de 1976, e que urge lembrar e reafirmar», acentua o CPPC, manifestando, no entanto, «preocupação» com «a crescente submissão de Portugal aos interesses dos grandes que dirigem política e militarmente a NATO e a União Europeia e que procuram alargar a sua influência económica, política e militar aos quatro cantos do mundo». Iniciativas para crianças Os «Pioneiros de Portugal» vão realizar, no Parque Eduardo VII, em Lisboa, uma manhã infantil no dia 25 de Abril para comemorar o seu 36.º aniversário. Nesta iniciativa haverá diversas actividades, nomeadamente gincanas, pintura de faixa alusiva ao 25 de Abril e leitura de um conto sobre o 25 de Abril. No mesmo dia, a Comissão de Freguesia de Queluz do PCP organiza, a partir das 10 horas, no Parque Feliciano Loureiro, uma iniciativa semelhante, onde não faltarão workshops de pintura e pinturas faciais. Será ainda feita a leitura do conto «O 25 de Abril contado às crianças», baseado no livro «Fábula dos feijões cinzentos», de José Vaz. Em caso de mau tempo, esta acção terá lugar na Sala Multiusos Fernando Ribeiro Leitão.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: