A Música Popular na Música Clássica

 

Image 5289

«Em todos os tempos, grandes compositores reconheceram a riqueza da verdadeira música popular, as suas virtudes por assim dizer tonificantes e a incorporaram, já directamente, já por processos de transposição e decantamento, nas suas geniais criações. Haydn, Beethoven, Chopin, Mussorgsky, Falla, Ravel, Stravinsky, Bela Bartók, para não citar senão exemplos dos mais ilustres, não o desdenharam fazer, e é justamente às fontes inesgotáveis da canção e da dança populares que a sua arte vai beber uma boa parte da sua vitalidade irradiante, do seu poder de comunicação, da sua generosidade humana.»

 (Fernando Lopes Graça

in «Sobre o Conceito de Popular na Música»; Évora,1947)

 

Há um quarto de século, o PCP foi ao imenso património de criação de beleza do povo português e escolheu um tema musical que hoje é dele inseparável. Não foi apenas o reconhecimento de um legado e de uma História; foi antes a sua continuação. Porque, em sons e em vida, na alegria livre conquistada no 25 de Abril o povo português continuava a construir-se, a construir, a criar, a resistir, a viver. E houve uma outra «Carvalhesa».

Que portugueses (e não só!) de tão diferentes séculos construíram e é hoje uma poderosa realidade cultural, presente em encontros e alegrias, festas e lutas, um som em si próprio harmonia e fraternidade.

Não é o primeiro tema musical que o consegue. O génio de criadores somada à vida do povo deu sons que o não são apenas, antes se transformam nessa parcela de beleza de que a Humanidade e a sua vida também são feitas.

O Concerto da sexta-feira da Festa, nestes 25 anos da «Carvalhesa», é inteiramente dedicado a muitos dos que, nas estepes e nas pradarias, em tambores e violinos, nas searas e no amor, na cor de um quadro ou nas chamas de um fogo ou de um corpo encontraram acordes que fraternamente nos irão unir nas margens do Tejo. E muito mais longe.

 

Programa

Luís de Freitas Branco

Suite Alentejana N.º 1

Finale

 

Nikolai Rimsky-Korsakov

Dubinuschka, op. 62

 

George Gershwin

Rapsódia em Blue

Piano: Mário Laginha

 

Ralph Vaughan-Williams

Fantasia sobre

«Greensleeves»

 

Manuel de Falla

Dança Ritual do Fogo

De: El Amor Brujo, N. 8

 

Aaron Copland

Hoedown

De: Four Dance Episodes

From Rodeo, N. 4

 

Sergei Rachmaninoff

Concerto n.º 2 em dó Menor

Op.18

3º andamento

Piano: António Rosado

 

Johan Brahms

Dança Húngara N.º 5

em sol Menor

 

Modest Mussorgsky

A Grande Porta de Kiev

De: Quadros de uma

Exposição. N. 10

Orquestração de Maurice Ravel

 

Igor Stravinsky

Greeting Prelude

 

António Victorino D’Almeida

Abertura Clássica, op. 87

«Carvalhesa»

 

***********************************

 

Orquestra Sinfonietta

de Lisboa

Maestro: Vasco Azevedo

 

Solistas

António Rosado

Mário Laginha



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: