Aconteu
Poemas de Francisco do Ó Pacheco

«Alentejo – Salgado e doce» é o livro de poemas de Francisco do Ó Pacheco. Editada pela 100LUZ, a obra reúne mais de duas dezenas de poemas nos quais se sente o gosto daquela região do Sul de Portugal.

Francisco do Ó Pacheco nasceu em Sines, em Setembro de 1947. Depois do 25 de Abril abandonou a profissão de bancário para integrar o Grupo de Trabalho Permanente para as Indústrias Agrícolas do Ministério da Agricultura.

Candidato pela Frente Eleitoral Povo Unido à presidência da Câmara Municipal de Sines, em 1976, encabeça, até 1997, sucessivas listas vencedoras dos comunistas e seus aliados à autarquia sineense.

Entre 2005 e 2007 dirige o Diário do Alentejo. Em 2006 recebe o diploma de Distinção na qualidade de poeta das mão de Urbano Tavares Rodrigues e Eduardo Raposo.

O ano passado voltou a candidatar-se à presidência da CM de Sines na lista da CDU.


STAL quer água e saneamento como Direito Humano

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) enviou ao ministro dos Negócios Estrangeiros uma carta na qual defende que Portugal, através do seu representante diplomático nas Nações Unidas, apoie um projecto de resolução visando inscrever o acesso à água e saneamento como um Direito Humano Universal.

Previa-se que o projecto fosse apresentado ontem à AG da ONU pela Bolívia.

No texto cujo primeiro subscritor é o governo liderado por Evo Morales, apela-se ainda à doação de meios técnicos, financeiros e competências aos países do Sul do globo, permitindo, assim, que estes possam construir serviços públicos que consubstanciem tal objectivo.

O STAL, sindicato representativo dos trabalhadores do sector das águas em Portugal, nota que actualmente 1,2 mil milhões de pessoas não têm acesso a água potável e 2,6 mil milhões não possuem saneamento básico.

No comunicado à imprensa, o sindicato recorda ainda que, em Março de 2009, por ocasião do Dia Mundial da Água, foi entregue à Assembleia da República um abaixo-assinado com mais de 36 mil subscrições em defesa do direito à água e por uma gestão pública e de qualidade.

Recentemente, acrescenta o STAL, um estudo encomendado à Marktest concluiu que 90 por cento dos portugueses consideram o acesso à água um direito que deve ser assegurado a todas as pessoas independentemente da sua condição económica e social e da região onde habitam.


<i>Seara Nova</i> edita número de Verão

Encontra-se em distribuição desde a semana passada o novo número da Seara Nova, cujo dossier principal volta a ser dedicado à análise de vários aspectos culturais.

Um entrevista a Mário de Carvalho, artigos de Manuel Gusmão, Aurélio Santos, Manuel Augusto Araújo, Manuel Alberto Valente, Octávio Teixeira, Guilherme da Fonseca, Coutinho Duarte, Hugo Fernandez, Jurgen Klute, José Alberto Pitacas, bem como trabalhos sobre o agrupamento cultural de Montemor-o-Novo «Espaço do Tempo» e uma homenagem a José Saramago compõem o número de Verão da revista.

Em resultado da falência da editora que efectuava a distribuição da Seara Nova, a distribuição da publicação nos escaparates livreiros encontra-se afectada. Os responsáveis da Seara apelam por isso ao aumento do número de assinantes, questão essencial para a sobrevivência de uma revista com nove décadas de existência.

As assinaturas podem ser efectuadas através do 213 555 407, ou por e-mail para searanova@searanova.publ.pt.


Bronze a abrir Europeu

No primeiro dia do Campeonato Europeu de Atletismo, que decorre em Barcelona, o marchador João Vieira conquistou a medalha de bronze na prova de 20 quilómetros. Anteontem, o atleta português só foi suplantado pelo recordista da distância e campeão mundial júnior, o russo Stanislav Emelyanov, e pelo italiano Alex Schazer.

O irmão gémeo de João Vieira, Sérgio Vieira, também participou na prova, alcançando um honroso 21.º lugar.

Natural de Portimão, João Vieira radicou-se com a família em Rio Maior. O algarvio já havia garantido para Portugal, em 2006, igualmente no Campeonato da Europa de Atletismo, a medalha de bronze nos 20 quilómetros marcha.

Naquela disciplina foi por duas vezes 10.º classificado: em 2009, no Mundial de Berlim; e em 2004, nas olimpíadas de Atenas.

Hoje a saltadora Naide Gomes disputa em Barcelona a final do salto em comprimento.


NATO mata mais 52 civis

Um bombardeamento da NATO na província de Helmand, no Sul do Afeganistão, matou 52 civis. A confirmação de mais um massacre perpetrado, sexta-feira, 23, pelas forças ocupantes, foi feita pelo próprio presidente afegão, Hamid Karzai.

O fiel aliado dos EUA no território baseou as suas informações em dados recolhidos pelos serviços secretos do território. De acordo com estes, entre as vítimas do ataque com um míssil estão mulheres e crianças.

Cinicamente, Karzai apelou à Aliança Atlântica para que ponha em prática medidas que evitem «danos colaterais».

Apesar das declarações do presidente títere do Afeganistão e de testemunhos oculares do sucedido, ouvidos por agências internacionais, o comando da NATO alega que não existem provas de que o disparo tenha sido efectuado pelos helicópteros da coligação imperialista.



Resumo da Semana
Frases