• Aurélio Santos

SOS para o futuro

- «E se ainda houvesse União Soviética, será que «eles» descarregariam assim  sobre nós essa tal «crise»?

Frases como esta começam a ouvir-se quando as pessoas conversam sobre o agravamento das suas condições de vida. O que confirma, mesmo que de forma ingénua, a memória deixada pela presença no mundo do  campo socialista.

Desaparecida a contenção (e o confronto) - social, político, ideológico e material – que a União Soviética constituiu, o capitalismo lançou-se numa ofensiva global para agravar a exploração e recuperar o terreno perdido com o abanão iniciado com a revolução de Outubro.

 Outubro trouxe ao mundo ideias e realizações novas, que o campo socialista comprovou serem possíveis de avançar. O legado de Outubro marcou o século XX, com avanços como o reconhecimento dos direitos sociais na sua qualidade de direitos humanos e a liquidação da escravidão nacional do sistema colonial.

As grandes revoluções sociais, como a revolução de Outubro ou a revolução francesa, não avançam só em linha recta. Têm avanços e recuos.

Retirar lições das derrotas do socialismo é necessário, até para os projectos, propostas e actuações dos que querem prosseguir a luta pelo socialismo.

Mas fazer a análise e a crítica das causas não é ceder às pressões dos que procuram denegrir, caluniar, destruir - tudo o que em nome do socialismo se fez e faz.

Os objectivos dessa campanha são fomentar a resignação, intimidar os defensores do socialismo, apagar a esperança.

Erros, insucessos e derrotas no projecto revolucionário de Outubro não podem fazer esquecer os muitos êxitos alcançados - económicos, sociais, culturais, nacionais - nem a influência decisiva que  exerceram no mundo, na consciência social dos povos, no progresso da sociedade humana.

O legado  de Outubro confere também maior validade e projecção às lutas  deste final de 2010, contra a regressão que o capitalismo quer impôr ao mundo.

E dá-nos âncoras para descobrir não só o que para nós restou mas sim tudo o que para nós ficou, como avanços civilizacionais da nossa época.

O futuro, podem todos estar certos, terá de passar por Outubro: SOS, Outubro!



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: