Chilenos contra aumento do gás

Milhares de pessoas protestaram, segunda-feira, na cidade de Punta Arenas, no Sul do Chile, contra a anunciada subida do preço do gás em quase 17 por cento. A região é das maiores produtoras daquele combustível e para os seus habitantes o gás é um bem fundamental para suportar as temperaturas extremamente baixas.

A população contesta, desde 5 de Janeiro, a decisão tomada pelo governo liderado por Sebastian Piñera, e promete não parar os protestos, já que, afirmam, nenhum programa transitório de subsídios resolve o problema.

Para mais, acusam, as empresas têm elevadas margens de lucro com a exploração daquele recurso, ao que o executivo responde dizendo que tem de garantir a margem de lucro para manter o investimento estrangeiro.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: