Ofensiva global
Programa da <i>troika</i> ataca Estado Social em várias frentes

Um dos ataques mais graves ao «Estado social» é a recusa de um direito fundamental a centenas de milhares de portugueses, que é o direito ao trabalho e a um emprego digno consagrado na própria Constituição da República.



A miséria do pensamento pós-moderno

Fredric Jameson com uma extensa obra sobre o pós-modernismo, escalpeliza as íntima relações entre o pós-modernismo e as generalizações sociológicas que anunciam um novo tipo de sociedade que alcunham de sociedade pós-industrial. Argumenta que «qualquer que seja o ângulo de análise sobre o pós-modernismo na cultura e nas humanidades tem necessariamente uma posição política, implícita e explícita, com respeito à natureza do capitalismo multinacional dos nossos dias (…) à lógica desse capitalismo tardio».



Joaquim Lagoeiro – o contador de estórias; um exigente transfigurador da palavra

Agora que o autor deixou o nosso convívio, aos 92 anos de uma vida preenchida por sonhos, solidariedade, afectos, trabalhos e lutas; perpassada pelas mágoas que a longevidade inevitavelmente arrasta; vivendo num país que quase lhe ignorou, por atávica sobranceria, a obra; alheamento que o levou a romper com o circuito comercial e a auto-publicar-se, em profícuo e corajoso labor editorial. Relembremos, portanto, nas páginas do Avante!, que foi também o seu jornal, alguns dos textos de um vasto espólio disperso pelo romance (15 títulos); pelo conto (5 títulos); pelas crónicas linguísticas, pelas estórias infantis, pela poesia e pela abordagem crítica: herança perene desse que foi, até ao fim, um prosador atento ao real e esforçado artesão de palavras.



Reforma fiscal ao serviço de mais justiça social

Num ano com 365 dias de calendário descontemos os sábados, os domingos, os feriados e o período normal de férias. Multipliquemos o resultado por oito horas diárias de trabalho. Encontrado esse valor dividimo-lo pelo salário ganho pelo senhor Zeinal Bava, presidente executivo da Portugal Telecom.