Frente Comum decide greve
A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública decidiu «dar grande força às lutas já marcadas em vários sectores», como a Educação (professores e trabalhadores não docentes), a Justiça (guardas prisionais) e a Defesa (trabalhadores civis dos estabelecimentos fabris das forças armadas). Em declarações à agência Lusa, na segunda-feira, Ana Avoila admitiu que no sábado, na sua intervenção em Belém, deverá ter condições para já anunciar a data deste «dia de luta geral», adiantando que será em Junho. Membro da Comissão Executiva da CGTP-IN e coordenadora da Frente Comum, Ana Avoila disse que estavam em discussão três datas, indicando como mais provável o final da primeira quinzena de Junho ou o início da segunda, mas «não vai ser, de certeza, no dia 17, esse é o dia de luta dos professores».




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: