Reforçar a democracia <br>na Moita

A Câmara da Moita aprovou, por unanimidade, no dia 29, a atribuição de um apoio financeiro, no valor de 600 euros, ao Clube Desportivo e Recreativo Ribeirinho que, no âmbito do AtletisMoita – Torneio em Atletismo das Colectividades do Concelho da Moita, vai dinamizar o 11.º Corta Mato do Vale da Amoreira, que se realiza no dia 8 de Fevereiro, às 15 horas, nas Traseiras da Banda H.

Nesta reunião, a primeira sessão pública descentralizada do actual mandato, realizada na sede do Rancho Etnográfico de Danças e Cantares da Barra Cheia, na Freguesia de Alhos Vedros, foi ainda aprovada, igualmente por unanimidade, uma moção sobre as alterações das carreiras dos TST – Transportes Sul do Tejo. Recorde-se que desde o dia 1 de Fevereiro foram eliminadas duas carreiras (303 e 327) e diminuída a frequência e reduzido o percurso de uma outra (333). A Câmara Municipal discorda totalmente destas alterações, uma vez que colocam em causa o direito à mobilidade da população do concelho da Moita.

Decisão inqualificável

Rui Garcia, presidente da Câmara da Moita, anunciou, no dia 31 de Janeiro, o lançamento de uma petição contra a perda de valências do tribunal do concelho, que ficará agregado ao do Barreiro. Para o eleito do PCP, esta decisão do Governo vem desaproveitar um equipamento «com poucos anos e em perfeitas condições» e «causar prejuízos às populações».




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: