Contra atrasos na Soares da Costa

Contra os repetidos atrasos no pagamento de salários, trabalhadores da Soares da Costa realizaram na segunda-feira, dia 8, um plenário na rua, junto à sede da empresa, no Porto. Ainda não tinha sido pago o mês de Maio, mas já em Abril o pagamento tinha sido feito em várias tranches e só foi completado no início de Junho, explicou à agência Lusa um dirigente do SITE Norte, o sindicato da Fiequimetal/CGTP-IN que organizou o protesto. José Martins contou que as irregularidades, que afectam cerca de 400 trabalhadores, duram há cerca de ano e meio, mas agora o problema agravou-se e no dia 3 foi tomada em plenário a decisão de realizar esta manifestação, caso não fossem pagos os salários até dia 5. A administração respondeu que pagaria no dia 12.
Uma delegação do PCP, integrando Ana Valente e Gonçalo Oliveira, membros do Comité Central, e Diana Ferreira, deputada, acompanhou os trabalhadores neste plenário. A DOR Porto do Partido saudou a forte participação dos trabalhadores no protesto, apelou à manutenção da sua unidade na luta e anunciou que o Grupo Parlamentar comunista vai questionar o Governo e exigir medidas urgentes para salvaguarda dos direitos destes trabalhadores.

Braga

Situações de salários em atraso, despedimentos e desvio de património das empresas estão a provocar graves prejuízos aos trabalhadores da construção no distrito de Braga. Para apresentar esta situação, que atinge algumas grandes empresas, o Sindicato da Construção, Madeiras, Mármores, Pedreiras, Cerâmica e Afins da Região a Norte do Rio Douro, com sede em Guimarães, convocou para anteontem, dia 9, uma conferência de imprensa.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: