Sete prioridades políticas de intervenção
PEV aprova Manifesto e apresenta candidatos
Alternativa ecologista <br>é na CDU

O Partido Ecologista «Os Verdes» (PEV) reuniu o seu Conselho Nacional no sábado, 4, em Lisboa, e aprovou o «Manifesto Ecologista – A alternativa ecologista é na CDU».

Image 18497

No Manifesto, com os compromissos do PEV para as eleições legislativas de 2015, destacam-se sete prioridades políticas de intervenção a aprofundar na próxima legislatura, que passam por «renegociar a dívida – pôr fim à austeridade e promover justiça social», «promover uma economia sustentável – desenvolver o País, combater o despovoamento e a emigração forçada», «promover o emprego – garantir os direitos e a qualidade de vida», «defender os serviços públicos e as funções sociais do Estado – factor de igualdade, de bem-estar e de desenvolvimento», «alterações climáticas – combate e adaptação e eficiência energética», «defender os recursos naturais – salvaguardar a biodiversidade e os direitos dos animais» e «defesa da nossa soberania – defesa da democracia, da justiça, dos direitos, liberdades e garantias.

Após o Conselho Nacional seguiu-se a apresentação pública do Manifesto e dos candidatos do PEV, nas listas da CDU, nos diversos distritos do País, onde se destaca a cabeça de lista por Portalegre, Manuela Cunha, assim como os que integram a lista pelo círculo eleitoral de Lisboa, José Luís Ferreira (em 4.º lugar) e Francisco Madeira Lopes, e de Setúbal, Heloísa Apolónia (3.º lugar) e Fernanda Pésinho.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: