26 de Julho de 1953<br>– Assalto ao Quartel Moncada

Image 18624

O assalto ao quartel Moncada, em Santiago de Cuba, e ao quartel de Cespedes, Bayamo, foi uma das primeiras tentativas de acabar com a ditadura de Fulgêncio Batista. Um grupo de patriotas liderado por Fidel Castro planeia apoderar-se das armas, armar a população e derrubar o governo. A acção falhou e os revoltosos sobreviventes são encarcerados. Levado a julgamento, Fidel faz a própria defesa: argumenta com a necessidade de acabar com a ditadura que oprime o povo e termina com a célebre frase «A história me absolverá». Em 1955 os presos políticos são amnistiados e exilam-se no México, onde formam o Movimento 26 de Julho. Regressam a Cuba em Dezembro de 1956, a bordo do iate Granma e dão início à guerrilha contra o regime a partir da Sierra Maestra. A Revolução triunfa em 1 de Janeiro de 1959. O 26 de Julho é comemorado como o Dia da Rebeldia Nacional.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: