Hotelaria do Algarve

«Fruto da acção dos trabalhadores e da insistência do sindicato, nos locais de trabalho e na rua, a associação patronal AIHSA solicitou uma reunião para dar continuidade às negociações do contrato colectivo de trabalho», informou o Sindicato da Hotelaria e Similares do Algarve, no dia 20. No entanto, os representantes patronais, nessa terça-feira, insistiram na retirada de direitos, nomeadamente quanto a horários de trabalho. 
O sindicato da Fesaht/CGTP-IN, no comunicado que divulgou à comunicação social, referiu que nessa reunião continuou a recusar que aos trabalhadores seja negado o direito a conciliar a actividade profissional com a vida pessoal e familiar. Por outro lado, voltou a exigir a urgente publicação das tabelas salariais acordadas em Fevereiro, para vigorarem a 1 de Março.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: