Greve suspensa no FT

O Sindicato dos Jornalistas britânicos (NUJ) chegou a acordo, dia 3, com a administração do Financial Times (FT) sobre as condições de acesso à reforma.

O entendimento foi alcançado uma semana depois de os profissionais do jornal terem votado uma acção de greve, que seria a primeira em 30 anos, entretanto já desconvocada.

O conflito teve origem na recusa dos novos proprietários (o grupo japonês Nikkey) de cumprir os compromissos assumidos pelo antigo dono (o editor britânico Pearson) em matéria de aposentação.

As negociações permitiram alcançar uma série de melhorias face às propostas iniciais. O acordo será votado, no próximo dia 15, pelos membros do sindicato no conhecido jornal britânico.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: