Aconteu
Poupança cai<br>para mínimos históricos

A taxa de poupança das famílias voltou a cair em 2015, para 4,2 por cento do rendimento disponível, o valor mais baixo desde pelo menos 1999, primeiro ano para o qual há registo estatístico.
De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística publicados dia 24, a taxa de poupança manteve «a tendência decrescente», apesar do ligeiro aumento do rendimento disponível em 0,5 por cento em 2015.


Défice de 2015 acima<br>do previsto

O défice orçamental de 2015 situou-se nos 4,4 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2015, segundo dados provisórios do INE, divulgados dia 24.
O Instituto Nacional de Estatística indica que a operação de resolução do Banif provocou um agravamento das contas públicas de 1,4 por cento do PIB em 2015, ou seja, 2 463,2 milhões de euros, mais 208,2 milhões de euros do que inicialmente previsto.
Este acréscimo decorre sobretudo da contabilização das operações da sociedade Oitante, que ficou com os activos do Banif que o Santander não quis comprar.
Recorde-se que o anterior governo PSD/CDS-PP propôs-se alcançar um défice de 2,7 por cento do PIB.


Crise provocou aumento<br>dos suicídios

A taxa de mortalidade por suicídio passou de 10,1 por 100 mil habitantes para 11,7 por 100 mil habitantes, em 2014, segundo o relatório «Portugal – Saúde Mental em Números 2015», apresentado, dia 24, em Lisboa.
O estudo analisou a variação da mortalidade por suicídio ao longo de três intervalos de tempo (1989-1993, 1999-2003 e 2008-2012), concluindo que o período mais recente – «de crise» – apresentou «a mortalidade por suicídio mais alta», assim como «a taxa bruta mais alta».
Uma outra investigação, conduzida pelo Centro de Estudos em Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Coimbra, concluiu que nas freguesias mais desfavorecidas das áreas metropolitanas do Porto e de Lisboa o risco de mortalidade por suicídio é significativamente superior ao de outras zonas em que os níveis de privação material são menores.


Companhias assinalam<br>Dia do Teatro

O Dia Mundial do teatro foi assinalado, a 27, em diferentes companhias do País, com iniciativas próprias.
Em Évora, o Cendrev levou à cena «Estes Autos que Ora Vereis», de Gil Vicente, e promoveu visitas guiadas ao Teatro Garcia de Resende.
O Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, apresentou três espectáculos com entrada livre, enquanto no Porto o Nacional de São João estreou o «Beijo», no Mosteiro de São Bento da Vitória.
Em Almada, a CTA lançou o livro do encenador alemão Peter Stein «A palavra e a cena», apresentou a peça «Onde o Frio se Demora», com entrada livre, e abriu ao público o ensaio de «Frei Luís de Sousa».
O Teatro da Cornucópia anunciou para ontem, quarta-feira, dia 30, a estreia de «Os justos?», de Albert Camus, e os Artistas Unidos fazem, hoje, a primeira apresentação de «Holocausto», de Charles Reznikoff.
O Dia Mundial do Teatro foi criado em 1961, pelo Instituto Internacional do Teatro, que este ano divulgou uma mensagem de Anatoli Vassiliev, na qual o encenador russo fala do drama dos refugiados, do terrorismo e do «teatro falso das batalhas entre religiões e grupos étnicos».


Filme mostra emigrantes<br>no Luxemburgo

O documentário «Eldorado», que retrata a imigração portuguesa no Luxemburgo, teve mais de 1500 espectadores na primeira semana de exibição naquele país.
O filme, da autoria do português Rui Eduardo Abreu e dos luxemburgueses Thierry Besseling e Loïc Tanson, segue a vida de quatro imigrantes portugueses em busca do «sonho luxemburguês».
Rodado durante sete anos, o objectivo da película foi «dar voz» a pessoas que são raramente retratadas no cinema, explicou Rui Abreu.
«É a primeira vez que a comunidade portuguesa no Luxemburgo é retratada e que pode exprimir-se num filme, mostrando as suas vidas, a sua intimidade, as suas emoções, as suas discussões e reflexões, e é muito importante para nós mostrar que são reconhecidos e que têm voz», afirmou.
Depois de ter sido exibido em Fevereiro no Festival Internacional de Cinema do Luxemburgo, o filme foi selecionado para a competição oficial do Taiwan International Documentary Festival.



Resumo da Semana
Frases