• Paulo Raimundo
    Membro da Comissão Política

Estão confirmados mais de 80 participantes no acampamento
Avante por um mundo de Paz

Estamos precisamente a 29 dias da abertura das portas da Festa do Avante!. Como em todos os anos e apesar do esforço militante que tem caracterizado as jornadas de trabalho na Festa e as centenas de horas que milhares de militantes já deram à sua construção, afirmação, projecção e divulgação, ainda há muito por fazer.

Image 20944

É sempre assim, mas que este ano a tarefa assume uma dimensão diferente. Temos duas quintas para erguer, uma Festa maior e ainda mais bonita para oferecer aos milhares que a visitam e que fazem dela a sua festa. Estamos por isso numa altura decisiva no que diz respeito à construção da Festa, marcada pelo esforço e militância de centenas de militantes do Partido e da JCP e também de centenas de amigos que dão o seu melhor para pôr de pé a nossa Festa, que é também deles.

Tal como em outros momentos, nesta que é a recta final os arquitectos vão ter que ser pedreiros, os electricistas desenhadores, os enfermeiros metalúrgicos, os carpinteiros canalizadores… e muitos terão que fazer o que nunca pensaram que tivessem condições ou conhecimentos para tal. O nosso colectivo partidário dará conta de um recado com o qual se comprometeu, que lhe sai do corpo e do suor, mas que o enche de um orgulho difícil de explicar por palavras, e de certa forma só possível de demonstrar no rosto de cada um.

Uma forma de estar na vida, um processo de construção colectivo, valores e objectivos que estão muito para além dos individuais e imediatos ou imediatistas. Uma forma de estar que angaria respeito e admiração de muitos, quer no nosso país, quer no plano internacional. Foi com este objectivo – mostrar a nossa forma de estar e de colectivamente construir – que, tendo como enquadramento os 40 anos da Festa do Avante!, a JCP, em articulação com a Federação Mundial da Juventude Democrática, decidiu levar por diante a realização, este ano, de um acampamento para o qual convidou organizações de juventude anti-imperalistas de todo o mundo.

Importância e responsabilidade

«Avante! Por um mundo de Paz» é o lema desta iniciativa de decorrerá na Atalaia entre os dias 27 de Agosto e 4 de Setembro. O acampamento terá um vasto programa, com diversas iniciativas, onde desde logo se destaca um encontro com o Secretário-geral do Partido; mas também uma visita ao museu do Aljube; a realização de um seminário da FMJD; e vários encontros institucionais, que permitirão dar a conhecer a história e a luta dos trabalhadores e do povo, as grandes conquistas do 25 de Abril e também a nossa cultura.

Mas os momentos mais significativos para os participantes no acampamento serão, talvez, os períodos em que, com os militantes da JCP e do Partido, possam com as suas próprias mãos dar o seu contributo para a edificação da Festa. Será esta participação que lhes permitirá desfrutar ainda mais nos dias 2, 3 e 4 de Setembro; será o esforço que irão despender na semana anterior à Festa que lhes trará a satisfação de ver as avenidas cheias de gente, participar da abertura da Festa e, para a maioria, dançar pela primeira vez a Carvalhesa.

Esta é uma iniciativa de grande importância e responsabilidade que a JCP, em articulação e com o contributo decisivo do Partido e das suas organizações, leva por diante. Dar a conhecer a nossa Festa, a forma como a fazemos, o espírito com que a realizamos, constituirá certamente uma contribuição de grande significado para o conjunto das organizações e participantes internacionais, assim como contribuirá para aumentar ainda mais o prestigio da JCP e do Partido, e da própria Festa do Avante!.

Os cerca de 80 participantes vindos de Angola, Argélia, Brasil, Colômbia, Saara Ocidental, Cuba, Moçambique, Espanha, França, Itália, Áustria, Bélgica, Grã-Bretanha, Rússia, Grécia, Chipre, Turquia, Nepal, Índia, Síria, Jordânia, Sri Lanka, Alemanha, Moldávia e Dinamarca, assim como a presença do presidente da FMJD e do seu secretário-geral, confirmam desde já o sucesso do acampamento e a forte projecção que Festa do Avante! assume no plano internacional.

Compromissos e princípios

O compromisso da JCP na luta anti-imperialista, com o reforço da FMJD, e na construção de um grande 19.º Festival da Juventude e dos Estudantes (a realizar no próximo ano na Rússia) será certamente reforçado. Um compromisso de princípio, considerando a necessidade de, num mundo em que o imperialismo aumenta a sua agressividade atacando a paz e os direitos da juventude, reforçar a frente anti-imperialista no plano juvenil e os laços de solidariedade entre os jovens que, de uma forma ou de outra, lutam contra o imperialismo e os seus planos hegemónicos.

O prestígio da Festa do Avante! aumentará e passará a haver, por esse mundo fora, novos propagandistas da Festa, daqueles que tentam explicar o que é mas que chegam à conclusão que o melhor é ir para ver, cheirar, ouvir, sentir.

Vinte e nove dias, muitas horas de trabalho, muito por fazer. Ao trabalho, para que possamos receber os participantes no acampamento «Avante! Por um mundo de Paz» e todos os milhares de visitantes da forma que só os comunistas portugueses sabem fazer.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: