28 de Outubro de 1948
– Nasce o Ballet Nacional de Cuba

Image 21576

O antigo Teatro Auditórium, actual Amadeo Roldán, em Havana, foi o berço de um sonho tornado realidade graças ao empenho, saber e arte de um colectivo que teve como primeira figura Alicia Alonso, a bailarina cubana de renome internacional. A jovem artista compartilhava com o marido Fernando e o cunhado Alberto Alonso, ambos profissionais da dança, o desejo de levar o ballet cubano além fronteiras. A partir do Ballet Alicia Alonso, o trio ousou criar a primeira companhia de ballet do país apesar das dificuldades económicas e sociais existentes e da falta de apoio das autoridades de então. Tornou-se então evidente a necessidade de formar bailarinos que dessem corpo ao projecto. Em Junho de 1950, usando recursos próprios e uma pequena subvenção estatal, abriram uma academia, onde o maestro Alonso pôs em prática uma metodologia inovadora que não tardou a dar frutos. No início da década de 60 a crítica internacional reconhecia uma «nova escola», a cubana. Com o triunfo da Revolução, os Alonso criaram um sistema que integrou o ensino artístico no sistema de educação, para todas as idades, semeando a semente da dança no país. O Ballet Alicia Alonso converteu-se em Ballet de Cuba, adoptando depois a designação definitiva de Ballet Nacional de Cuba.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: